domingo, setembro 18, 2005

Oldboy - Velho Amigo

COREIA DO SUL, 2003, 125Min.

Com o cinema americano em crise (falta de ideias) e o cinema europeu ainda visto como indie, ou 'esquisito', por muita gente, cada vez é mais dificil encontrar películas que apelem à estimulação dos sentidos e que tratem o cinema como uma forma de arte aliada ao entretenimento.

No entanto, paralelamente à crise anunciada há um grande desenvolvimento do cinema asiático, nomeadamente o Coreano. Nos últimos 3 ou 4 anos surgiu uma nova vaga de realizadores coreanos estimulados pela cultura ocidental que são já considerados autores no seu país de origem e cujos filmes obtêm melhores resultados nas bilheteiras que os Blockbusters americanos.

Filmes como "memories of murders", "a tale of two sisters", "My sassy girl", "Taegukgi" ou "save the green planet" são alguns exemplos do que se faz de melhor a nível do cinema coreano actual. No expoente máximo temos o realizador Park Chan-Wook, cuja obra Oldboy - Velho amigo lhe permitiu obter notariedade mundial. As suas histórias são de vingança com uma estética muito própra já tendo sido elogiado várias vezes por Quentin Tarantino.

Sinopse: Oldboy passa-se num dia qualquer. Dae-Soo é preso permanecendo num quarto de hotel durante 15 anos. Após ser libertado tem 5 dias para descobrir quem foi o seu raptor e procurar vingança. No entanto, o seu raptor tem planos diferentes para ele...

Crítica: Oldboy recebeu inúmeros prémios e distinções, entre as quais o de melhor filme estrangeiro no festival de cinema independente britânico e o grande prémio do júri no festival de Cannes, tendo sido inclusivé nomeado para a palma de ouro

É um filme de vingança, que é o tipo de temática explorada por Park Chan-Wook, encontrando-se incluído numa trilogia de vingança iniciada com "Sympathy for Mr. Vengeance (2002)" e que irá terminar com o muito aguardado "Sympathy for Lady Vengeance (2005). A estética de violência utilizada pode não ser para todos os gostos mas pode-se definir o filme como um estudo sobre a vingança, a sua natureza e a forma como a vingança pode acabar por destruír a pessoa que a procura mais até do que àquela pessoa da qual se quer vingar. É uma tragédia pessoal moderna filmada com um estilo muito próprio por um dos realizadores mais promissores do momento. Só espero que o seu mais recente filme "Sympathy for lady Vengeance" tenha estreia cá em Portugal. Entretanto nada como ver (ou rever) a sua filmografia. Fundamental para quem gosta verdadeiramente de cinema.

Nota final: Não esquecer o seu primeiro grande sucesso na Coreia, JSA - Jouint security Area, um drama militar sobre o assassinato de dois soldados norte-coreanos na zona comum que separa a Coreia do Norte da Coreia do Sul. Igualmente recomendável.

Classificação: 9/10

Sérgio Lopes

Mais Críticas 1

7 Comments:

Blogger brain-mixer said...

Obrigado pela visita lá prós meus lados! Este filme é realmente qualquer coisa... Apenas pecou por lhe faltar mais alguma violência, eh eh! :P

2:34 da tarde  
Blogger Knoxville said...

Violentamente fantástico. Vi-o na minha TV e 1 ano depois lá o fui ver às salas nacionais. Assim vai o cinema em Portugal. Mas vá lá, ao menos cá chegou.

11:11 da tarde  
Blogger cine-asia said...

o Que dizer de Park Chan Wook? é um daqueles realizadores que chegam para abanar a monotonia do cinema.. Recomendo todos os filmes dele!!!!! Será que irá parar a hollywood a dirigir os remakes dos seus proprios filmes??? eh eh é so uma provocação...

12:59 da manhã  
Anonymous Pablito said...

Grande filme!!! Poderosissímo.

11:24 da manhã  
Anonymous Tata said...

Com um final deslumbrante, arrepiante... e inesperado...

10:02 da tarde  
Anonymous o_anticristo said...

Dos meus filmes preferidos. Um "must see"!

8:12 da tarde  
Blogger Sweet Patrice said...

Em primeiro lugar, quero parabenizar o autor deste blog pelo magnífico trabalho. É um optimo espaço para amantes de cinema oriental.

Em segundo lugar, foi-me impossível deixar de comentar este fabuloso filme que dá pelo nome de Oldboy, sem dúvida um dos melhores filmes a que já assisti e dificilmente verei outro que me provoque as mesmas sensações. Park Chan Wook pega num argumento magnífico e transforma-o em pura arte ao melhor estilo oriental. A violência é necessária para surtir os efeitos desejados. Os cenários são bons, as interpretações são louváveis, assim como a banda sonora e a gradação da ansiedade que sentimos ao acompanhar o filme. O final é qualquer coisa de inexplicável.

Em terceiro lugar, quero saber se fui eu que nao consegui encontrar ou se o filme A Viagem de Chihiro - Spirited Away não consta mesmo da vossa lista. Assim como o 2054. Caso assim seja, são duas grandes falhas, pois são dois dos filmes mais conhecidos do cinema oriental e, com certeza, os visitantes deste blog gostariam de saber mais sobre eles. No meu caso, vi o primeiro e nao vi o segundo. Sobre o segundo gostaria de obter mais informações, e sobre o primeiro gostaria de ler as opiniões, visto que eu o considero uma excelente obra do cinema de animação. É um filme que chega a ser perturbante, e que na minha modesta opinião nem é tanto para crianças, porque pais transformados em porcos, animais alados com aspecto sinistro, monstros enlameados e esfomeados podem ser um pouco assustadores para crianças mais sensíveis. No entanto, é um filme que nos toma conta do coração, pela luta da pequena Chihiro para reaver os pais, e pelos cenários perfeitos (lembro-me que adorei aquele comboio a andar por dentro da água...).

Como me estou a alongar um pouco, resta-me então dar mais uma vez os parabéns e desejar uma óptima continuação de trabalho!

12:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home