segunda-feira, dezembro 19, 2005

Kamikaze Girls (Shimotsuma Monogatari)


Japão, 2004, 102Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Momoko é uma rapariga normal, vivendo uma vida normal. Bem…mais ou menos normal, na medida em que usa vestidos à moda do século 18 francês, estilo Lolita. Vive num meio rural onde se sente completamente deslocalizada. Decide então vender roupas antigas do pai (ex membro Yakuza) para fazer dinheiro para sustentar o seu peculiar estilo de vestir. É nessa altura que conhece uma rapariga punk, Ichiko, que irá transformar os seus dias em tudo menos que vulgares…

Crítica: Quando pensávamos que seria difícil ficarmos novamente surpreendidos com um filme asiático, isso volta a acontecer com “Kamikaze Girls”. De facto é difícil de descrever em que género se enquadra o filme. É talvez uma comédia adolescente surreal, imaginativa e colorida.

O realizador Tetsuya Nakashima, funde elementos reais e surreais, centrando, acima de tudo, a história na relação entre duas raparigas de personalidades opostas, mas que têm em comum o facto de sentirem marginalizadas; uma não se sente enquadrada na cidade rural onde vive, enquanto que a outra sente estar a mais dentro do gang a que pertence. Juntas vão encontrar forças e encontrar a sua identidade.


Obviamente que tudo isto é tratado com uma ligeireza mordaz pelo cineasta e com momentos de verdadeiro non-sense. Embora o argumento não seja nada elaborado (pelo contrário é bem directo e simplista ), Tetsuya Nakashima consegue prender o espectador aliando os momentos surreais (principalmente quando Momoko imagina o que vai acontecer) com o que realmente se está a passar.

A fotografia do filme contribui igualmente para esta impressão do absurdo, na medida em que é bastante colorida. Quase que me arrisco a dizer que o uso de cores vivas e intensas na fotografia, por parte do realizador, nos transporta para uma espécie de anime em carne e osso. Também de realçar a actriz Kyoko Fukada, que é perfeita na criação de uma rapariga ingénua, sonhadora e ambiciosa.

No entanto, nem tudo é perfeito em Kamikaze Girls. Os clichés dos filmes de adolescentes e algumas cenas forçadas, contribuem de forma negativa, principalmente no último terço da narrativa. No entanto, não deixa de ser uma proposta surpreendente e que alia a comédia surreal ao road-movie, o que prova que o cinema asiático é uma fonte inesgotável de criatividade.

Classificação: 6/10

Sérgio Lopes

4 Comments:

Blogger Fernando_Vilarinho said...

boa crítica sérgio.

uma filme a, pelo menos passar os olhos, nem que seja (pelo que li aqui) pela relativa orginalidade da história e da cinematografia

Kamikaze Girls do T. Nakashima e com a K. Fukada.
Ok

7:08 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Ya. vale a pena ver uma vez. è diferente do habitual. Obrigado pelos elogios. 1 Abraço

Sérgio Lopes

7:42 da tarde  
Blogger mimi-chocolat said...

Olá, estava a fazer uam pesquisa no Google e encontrei o teu blog. Onde compraste o filme? Gostava muito de o ter. Sou apaixonada pelas Gothic Lolitas, e isto é um acrescento à minha cultura :)
Obrigada!

9:36 da tarde  
Anonymous mih said...

nah, adorei esse filme, é fofo ^^v

3:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home