domingo, dezembro 04, 2005

Seven Swords (Qi Jian)


China, 2005, 153Min.

Sete Espadas

Página Oficial -
Trailer - Fotos

Nos últimos anos, nomes como Ang Lee ou Zhang Yimou têm contribuído para que o público ocidental tome maior contacto com produções asiáticas, em particular o épico, género que é há muito trabalhado nessas cinematografias mas que permanecia relativamente distante de uma grande faixa de espectadores.

Sinopse: Ambientado na China do século XVII durante a dinastia Ching, o filme relata a persistência dos habitantes da Vila Marcial, uma pequena povoação que recusa abandonar o culto e prática das artes marciais, tradição proibida (e punida) pelo novo governo. Assim, são forçados a enfrentar muitos e ameaçadores antagonistas que os excedem em número e técnica, mas as setes espadas e aqueles que as utilizam poderão ainda trazer alguma esperança a um cenário cada vez mais caótico.

Crítica: Tsui Hark, embora não tenha tido tanta visibilidade ultimamente, é considerado outro mestre do cinema chinês e regressa à realização com “Sete Espadas” (Seven Swords/ Qi jian), o primeiro capítulo de uma saga de vingança, amor, guerra e traição centrada num grupo de sete guerreiros a quem foram entregues espadas especiais que os ajudarão a combater mercenários enviados por um cruel oficial militar.

Sete Espadas” é uma obra ambiciosa que equilibra as obrigatórias sequências de artes marciais com múltiplas histórias de amor amarguradas e larger than life, suscitando uma reflexão acerca do poder, do heroísmo e da lealdade, mas Tsui Hark não consegue criar aqui o épico de grande fôlego que ambiciona.


É certo que há cenas de acção suficientemente abrasivas e pujantes, com batalhas bem coreografadas e filmadas, mas a superabundância de personagens (muitas mal aproveitadas) e de enredos torna a película difícil de digerir a espaços, uma vez que o argumento é algo confuso e disperso.

Aproximando-se do romantismo de “O Tigre e o Dragão” e da energia visual de “O Segredo dos Punhais Voadores” (a sombra de Akira Kurosawa também se faz sentir), “Sete Espadas” não é tão refrescante como essas referências, mas possui ainda uma solidez e eficácia assinaláveis, mesmo sendo um filme irregular que fica abaixo do seu potencial.

No entanto, esta versão, de 153 minutos de duração, foi encurtada, pois a original tinha 240, o que poderá explicar a ocasional desorientação a que o espectador está sujeito devido a um argumento que se sente não ter sido devidamente trabalhado. Uma proposta recomendável, de qualquer forma, pelo menos para apreciadores do género.

Classificação: 6/10


Gonçalo Sá

12 Comments:

Blogger Fernando_Vilarinho said...

o seu blogue passa a ser incortonável para mim, apixonado pela cultura nipónica (e claro o seu cinema). depois gostava de saber onde adquire os DVD´s.

O asia-cinedie tem um grande catálogo mas sai carinho.

já está linkado.

abr.

fernando

6:13 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Boas Fernando...

A maior parte dos filmes que arranjo, visiono-os em divx. Tem de ser, pois poucos filmes asiáticos estreiam em salas portuguesas e quando estreiam é com atraso significativo...

Obrigado pelos elogios. Só me dão mais força e vontade de escrever.

Cumprimentos,

Sérgio Lopes.

2:27 da tarde  
Blogger wasted blues said...

Fernando, tem:

www.yesasia.com
www.dvdfromkorea.com
www.asiandvd.com
www.koreandvds.com
www.amazon.jp
Entre muitas outras...

Em www.cdwow.com e www.axelmusic.com também encontra edições da Ásia e, nestes dois casos, sem portes e sem perigo de alfândega :)

Sérgio... pela 3ª vez pergunto, viste "Be With You"?

8:08 da tarde  
Blogger Fernando_Vilarinho said...

eu asiático quase só japonês, mas mesmo assim ainda vejo ainda bastante de outros países da região. BTW um dos meus realizafores favoritos é o Zhang Yimou.
eu ou compro (lojas em portugal e españa, na cd-wow, loaded247, dvd-go.es, ebay española, amazon uk USA) ou gravo de amigos meus que têm.
tá a ser gradual. tenho agora uns trinta e tal dvd´s de filmes japaneses.

w. blues obg pelos links.não conhecia esse axel. obg. não se paga mesmo portes aí? (pergunta parva)

podem-me dizer as vantagens da amazon.jp para a amazon.co.uk ou amazon.com ?
compro na amazon só os packs de dois

ó sérgio como és de gaia um dia temos de trocar filmes se quiseres.
e w. blues podes dizer de onde és?

a minha lógica é cada um responder no blogue do outro. se quiserem ir lá e responder a isto agradecia. ;D

bom feriado

12:39 da manhã  
Blogger Fernando_Vilarinho said...

a propósito o meu blogue é o 1 minuto

http://uminuto.blogspot.com

tem 1 nome parvo o meu blogue não tem ?

12:41 da manhã  
Blogger cine-asia said...

Wasted Blues: Peço-te imensa desculpa em não te ter respondido antes! N0 post do Primavera, Verão, Outono, Inverno...e primavera, passou-me despercebido. Desculpa mesmo...!

Qt à tua questão, de facto, não vi o "Be with You", nem sequer conheço. Gostava de o visionar. Podes-me indicar de que país é e qual o título original ou algum link com informação à cerca do filme?

Já agora, porque não fazeres uma crítica desse filme para eu postar no cineasia, uma vez que foi um filme tão marcante para ti? Que dizes a esse desafio?

Cumprimentos e mais uma vez, desculpa não te ter respondido antes...

Sérgio Lopes

PS: Obrigado pelas informações facultadas sobre como arranjar filmes asiáticos.

12:44 da manhã  
Blogger Fernando_Vilarinho said...

sérgio divx , dvd tudo serve

depois quando tiver mais tempo daqui a 1 mês podemos ver melhor!

bieni,

fernando

1:50 da manhã  
Blogger wasted blues said...

Sérgio, tudo bem :)

Agora ando com pouco tempo, mas assim que puder escrevo umas linhas sobre o filme. O "Be With You" é japonês. Aqui tens o link: http://akas.imdb.com/title/tt0442268/

Fernando, a axel não tem mesmo portes ;) Sou de Lisboa.

3:46 da manhã  
Blogger cine-asia said...

Fernando: Depois combiamos então. Vai aparecendo.

Wasted Blues: Obrigado pelo link. Já estou a tratarde arranjar o filme para o visionar. Aguardo a tua crítica ao filme...

Cumpriemntos para os dois.

Sérgio Lopes.

12:35 da tarde  
Blogger Fernando_Vilarinho said...

vejam este blogue mais sobre cinema documental

http://doc-log.blogspot.com/

olhem eu conseguia um bom patrocinio da embaixada do Japão de cá, se fizéssemos um blogue de 'qualidade´a divulgar e promover este país.
vocês (sérgio e wasted blues) podiam falar de cinema e outras artes e eu de outras cenas)
que acham?

1:42 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Fernando, não entendo muito bem o que queres dizer. vais criar um novo blogue, é isso? eu não me importo de colaborar, embora te diga que não tenho muito tempo, pois para além do cineasia, colaboro semanalmente no blog Cine7 e mensalmente no blog Hollywood. Mas se o conceito for interessante, porque não?

Cumprimentos,

Sérgio Lopes

2:37 da tarde  
Blogger H. said...

ñ é tão belo visualmente qto outros épicos mais 'conhecidos' mas é um bom filme q vale a pena ver.
ñ sabia é q era apenas a 1ª parte de algo maior! p/ qdo a(s) continuação(ões)?

11:20 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home