quinta-feira, fevereiro 02, 2006

The Eye 2 (Gin Gwai 2)


Hong-Kong / Tailândia, 2004, 90Min.
Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Shu Qi é Joey Cheng, uma jovem depressiva, de visita a Bangkok após mais uma desilusão amorosa e consequente ruptura com o namorado Sam (Jesdaporn Pholdee). Nessa noite, Joey decide suicidar-se num hotel da cidade recorrendo a uma overdose de comprimidos. Um alarme do telemóvel acorda-a de repente. Joey procura retomar a sua vida habitual, mas começa a ter visões horripilantes de pessoas pálidas e baças que vagueiam pelas cidades, como fantasmas. Gradualmente, Joey apercebe-se que a tentativa de suicídio lhe trouxe muito mais do que uma experiência entre a vida e a morte….

Critica: Novamente realizado pelos irmãos Pang, The Eye 2, trata-se da sequela do grande sucesso de terror da dupla de realizadores, The Eye – Visão de morte. No entanto, apesar de ser uma sequela, não se trata de uma continuação, mas sim, de uma nova abordagem ao tema explorado no seu antecessor.

Em The Eye 2 temos uma nova personagem feminina (Joey Cheng) a sofrer o mesmo fenómeno de visão de espíritos, só que desta vez não devido a um transplante de córnea mas sim a uma experiência de quase morte. Ou será devido ao feto que carrega dentro do ventre? Sinceramente, a razão pela qual Joey Cheng tem as tão malfadadas e atemorizantes visões nunca é devidamente explicada pelos irmãos Pang.

Um dos problemas principais do filme é por isso mesmo o final repentino e sem nexo algum. Para além disso as cenas de pseudo-terror não funcionam tão bem como em The Eye. Aliás algumas dessas cenas até provocam o riso… Em vez de assustar fazem o espectador bocejar um sorriso de tão ridículas. Obviamente que o estilo dos irmãos Pang continua lá: narrativa lenta, fotografia e música adequada e cuidado estético apurado. Até as clássicas cenas de aparecimento de espíritos no elevador ou nos corredores amplos voltam a estar presentes. São cenas clássicas da dupla de realizadores. No entanto, em The Eye 2, não conseguem ter o impacto desejado.

Na minha opinião, era escusado os irmãos Pang realizar esta sequela. Depois de The Eye, seria praticamente impossível igualar o brilhantismo atingido até porque uma sequela perde sempre o conceito inovador e normalmente é uma mera continuação ou mais do mesmo. Para fãs dos irmãos Pang, apesar de não ser a sua obra-prima (muito longe disso) decerto será de visionamento obrigatório. Para adeptos do J-Horror, não é com certeza a melhor proposta a recomendar.

Classificação: 3/10
Mais Críticas 1

5 Comments:

Anonymous tf10 said...

Este é fraquinho! É o que da fazer sequelas para aproveitar o sucesso do primeiro. Mas se este é mau o the eye 10 consegue ser ainda pior! Nao sei o que aconteceu aos irmaos Pang depois do primeiro...........e falando em finais ridiculos, nada bate o final do Ab-normal Beauty!!! :)

8:09 da tarde  
Blogger cine-asia said...

é mesmo dispensável esta sequela. Achei este final ainda pior que o do abnormal beauty...

7:05 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não é dos piores. Gostei da tua critica, mas "sequel" (em inglês) não quer dizer exatamente "seqüela". Escreva "sequência", fica mais bonito e menos agressivo.

Parabéns pelo blog, conteúdo bem bacana!!!

9:45 da manhã  
Anonymous Luis Peres said...

Pela minha parte gostei bastante. Não acho que tenha o mesmo impacto do primeiro mas o conceito é muito divertido e original no que toca ao uso do tema da gravidez. A ultima imagem do filme é excelente e nunca mais vou olhar para um grávida sem pensar neste filme.
Penso que os sustos são muito bem conseguidos e toda a atmosfera está muito bem integrada na história.
Pensei que este filme seria muito pior dado o grande numero de opiniões negativas mas quanto a mim se este filme tivesse sido o numero um da série neste momento as criticas negativas estariam a ser relativas ao que apareceu na primeira parte e não em relação ao que esta presente nesta sequela.
Para mim dentro do género este filme vale á vontade pelo menos 8 em 10.

9:44 da tarde  
Anonymous Leandro moraes said...

"a razão pela qual Joey Cheng tem as tão malfadadas e atemorizantes visões nunca é devidamente explicada pelos irmãos Pang."

eu espero que não se refira á isso como ponto negativo. Pois ultimamente as pessoas querem tudo muito mastigado, e reclama disso, mas na hora do vamos ver, querem que mastiguem pra elas.

11:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home