segunda-feira, abril 03, 2006

Princess Aurora (Orora Gongju)


Coreia do Sul, 2005, 106Min.

Página Oficial e Trailer e Fotos

Sinopse: Uma série de assassinatos com alguma violência começam a suceder-se a um ritmo cada vez mais crescente, em Seoul. No local do crime é sempre deixado um autocolante da popular série infantil “Princess Aurora” o que deixa a polícia intrigada sobre o motivo e a identidade do assassino…

Crítica: Sempre prolífera, a Coreia do Sul, apresenta aqui mais um thriller de vingança, sobre uma mãe disposta a fazer justiça pelas próprias mãos, no filme de estreia do realizador Coreano, Eun-jin Bang. Estreado no mesmo ano que o fecho da trilogia de vingança de Park Chan-Wook, Sympathy for Lady Vengeance, Princess Aurora, sofre as inevitáveis comparações, pois ambos apresentam uma premissa idêntica, embora com estilos diferentes.

Park Chan-Wook está num outro patamar em relação ao jovem estreante e promissor realizador Coreano. Não que Princess Aurora seja um mau filme, pois é um thriller bem eficaz e bem realizado. Agora compará-lo com o mestre dentro do género é que não é justo, pois nas películas de Chan-Wook tudo é pensado para globalmente atingir a plenitude.

Ainda assim, Princess Aurora, consegue ser uma decente aposta do cinema Coreano, muito às custas da fabulosa interpretação da actriz principal Jeong-hwa Eom, que traça na perfeição o retrato de raiva e desespero de uma mãe que anseia pela vingança sobre aqueles que maltrataram a sua filha. E haverá algo mais perigoso que uma mãe desesperada pela filha? Por outro lado a realização de Eun-jin Bang e o argumento fazem o filme fluir bastante bem a nível narrativo.

No entanto, o jovem cineasta presta pouca atenção aos restantes personagens intervenientes e alguns dos acontecimentos são demasiado convenientes para serem verdadeiramente credíveis. Ainda assim, comporta-se muito bem deixando a explicação sobre as razões que levam à vingança para o final do filme, apresentadas em flashbacks e ainda há tempo para o famoso twist final, aqui mais ou menos previsto para quem prestou atenção ao desenrolar da história. Para filme de estreia, é uma boa proposta, principalmente para quem aprecia thrillers/policiais.

Classificação: 6/10

Sérgio Lopes

2 Comments:

Anonymous tf10 said...

Um bom thriller, mas nada de mt extraordinário. Destaque sem dúvida para a Jung-hwa, quem diria que depois do tao inocente "Mr Hong" ia ter aqui uma actuação tao forte e personalizada! O cuidado visual tambem nao é de estranhar, já que a produção coreana é muito elevada.

Uma correção: nao é um realizador mas uma realizadora ;)

abraço!

10:16 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Obrigado pela correcção!

Cumprimentos,

Sérgio Lopes

6:31 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home