terça-feira, maio 09, 2006

Silly Kung-Fu Family


Hong-Kong, 2004, 90Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Wong Yat-fei depois de se retirar da equipa Shaolin transforma-se no dono de uma empresa e fica rico. Mas ele também tem uma família à qual não deu muita atenção no passado tendo um mau relacionamento com o filho (Chan Kai Tai), que se afastou dele. Um dia, arrependido, Wong Yat-fei descobre que tem um neto de 8 anos e decide conhecê-lo. Para se aproximar do menino sem levantar suspeitas do filho (que provavelmente não iria querê-lo por perto), Wong disfarça-se de mulher (!!!) e consegue emprego de baby-sitter. O problema é que o miúdo tem como hobby infernizar a vida de baby-sitters...

Crítica: Em todo o lado é assim... Se um filme faz muito sucesso logo aparecem continuações e imitações. Na Ásia esse fenómeno é bem pior do que no ocidente! Shaolin Soccer é o exemplo mais escandaloso vindo de Hong Kong. Depois de arrasar nas bilheterias asiáticas entre 2001/2002 (segundo li numa revista japonesa, a maior bilheteria dos últimos 10 anos em HK!), passou a série de TV (o fraco Kung Fu Soccer, com Anthony Wong e as TWINS), brinquedos e ouvi dizer que passou até para manga!!! Há muito tempo se falava numa continuação, mas Stephen Chow estava muito ocupado com a produção de Kung Fu-são (Kung Fu Hustle). Até que aparece alguém e aproveita o sucesso de Chow...

Apesar do nome original não fazer referência a Shaolin Soccer, o DVD japonês foi lançado com o título Shorin Saccaa Gaiden - Shaolin Family Soccer. Inclusive o logotipo na capa é idêntico! (Ver fotos acima) Pior, o argumento copia descaradamente o filme Mrs. Doubtfire, aquele em que Robin Williams se disfarça de babysitter pra ficar perto dos filhos, com a agravante de acrescentar personagens previsíveis nesse tipo de estória, como a namorada-megera do pai que tenta convencê-lo a matricular o filho num colégio interno, e o namorado da mãe que não perde a oportunidade de chamar o ex-da namorada de perdedor. Enfim...

O orçamento é visivelmente limitado, e tenho a impressão de que é um filme lançado diretamente para o mercado de vídeo e DVD; impressão reforçada pela presença de Loletta Lee, que ultimamente só tem feito filmes de muito baixo orçamento. E por conta dessa falta de recursos as seqüências de futebol são completamente desprovidas de computação gráfica (que tanto marcaram o filme original), além de não serem nada criativas e, pior, muito mal feitas!

A única variação é no jogo final, quando a equipa Shaolin enfrenta uma equipa de mulheres parecida com aquela do primeiro filme que tem a Karen Mok de cavanhaque e a Cecilia Cheung de bigode. As raparigas driblam os jogadores Shaolin com wire action! Mas o final do jogo é tão idiota que estraga qualquer boa impressão que a cena anterior tenha causado!

Se a intenção era mesmo fazer uma espécie de seqüela de Shaollin Soccer, o realizador ou o argumentista deveriam pelo menos manter as características originais dos personagens, algo que não sucede neste filme mesmo muito mau! Mesmo com as (fracas) cenas de futebol e algumas cenas de luta esporádicas e razoavelmente conseguidas o filme não deixa de ser um verdadeiro LIXO! Eu só não dou uma nota zero para esse filme por causa da Loletta Lee, que continua linda no alto dos seus 38 aninhos...eh eh.

Classificação: 1/10

Takeo Maruyama

3 Comments:

Anonymous tf10 said...

Já estou mesmo a ver, deve ser mais um daqueles filmes com o típico humor "inocente" das comédias de HK, neste caso levado a um extremo insuportável.....se o "Shaollin Soccer" ja é mau, este deve se uma "maravilha"....

:)

8:11 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Nem me atrevo a ver...!

7:26 da tarde  
Blogger gonn1000 said...

1/10??? Isso é abaixo de telenovela lol (mas não duvido que o filme mereça).

10:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home