sábado, julho 01, 2006

My Lover Is A Sniper -The Movie (Koibito Wa Sunaipa)


Japão, 2004, 112 Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse : Um franco-atirador aterroriza a população japonesa matando pessoas aleatoriamente em várias regiões do Japão. Intitulando-se membro do esquadrão 1211, o atirador exige 500 milhões de yenes do governo para parar de matar. Sem encontrar outra saída, o governo japonês manda a dedicada agente Kinako Endoji ir buscar um ex-membro do esquadrão 1211, Wong Kai Ko, detido na prisão em Hong Kong, para ajudar a caçar o terrorista.

Crítica : Teruyoshi Uchimura, integrante da dupla cómica Uchan/Nanchan, é um humorista muito popular no Japão. Em 2000, um produtor da TV ASAHI contatou Uchimura e perguntou se ele estava interessado em fazer um filme para TV. Fã confesso de Jackie Chan, Uchimura falou que só faria se fosse um filme de acção. Daí nasceu a série Koibito Wa Sunaipa, cujo primeiro filme foi para o ar na TV ASAHI em 11 de outubro de 2001.

Com o sucesso do filme, foi para o ar em 24 de dezembro do ano seguinte a seqüela Koibito Wa Sunaipa-Episode 2. Não demorou muito para todo mundo perceber que a série merecia uma versão para cinema, e em 2003 começou a produção de My Lover Is a Sniper, o terceiro e derradeiro episódio da série.

Miki Mizuno é Kinako Endoji, uma agente da polícia séria e dedicada que um dia conhece Wong Kai Ko (Teruyoshi Uchimura), um chinês por quem ela se apaixona. Mas ao se aprofundar num caso de assassinato que ela estava a investigar, descobre que Wong na verdade é um franco-atirador, membro do esquadrão 1211, uma organização criminosa. A partir daí ela precisa se decidir entre o amor e o dever. No final do episódio 2 ela decide cumprir seu dever e prende Wong Kai Ko, que é extraditado para Hong Kong.

Para escrever o argumento desse terceiro episódio, o escritor aparentemente se inspirou num caso semelhante de um franco-atirador ocorrido nos EUA. Nesse filme, porém, temos um herói e uma heroína. Com um enredo que promete e um trailer bem empolgante, comprei o DVD com a maior expectativa, já que tinha perdido a oportunidade de visioná-lo no cinema.

Com cenas de acção muito bem feitas e inspiradas nos sensacionais filmes non-stop action de Hong Kong, My Lover Is a Sniper-The Movie entretém muito bem o expectador nas suas quase duas horas de duração, embora algumas cenas mais lentas quebrem o ritmo do filme. Com o reencontro de Kinako e Kai Ko, o aspecto romântico não podia ser deixado de lado, mas tudo é bem discreto, sem nenhuma declaração de amor explícita, tudo demonstrado somente com olhares e gestos, bem diferente dos filmes ocidentais.

A escolha de Miki Mizuno como Kinako não poderia ser mais perfeita. Além de ser muito bonita, alta e ter porte atlético, é uma óptima atriz e ainda encara as cenas de luta muito bem, sendo inclusive muito elogiada pelo colega Uchimura, que numa entrevista nos extras do DVD chega a compará-la com a maravilhosa Etsuko “Sue” Shiomi, a maior estrela japonesa de acção de todos os tempos.

Uchimura também tem as suas cenas de ação, mas infelizmente apenas uma única cena de luta. Uma óptima luta, aliás! O seu personagem concentra-se mais no seu ofício de franco-atirador, principalmente na seqüência final, que é um duelo entre atiradores espalhados nos arranha-céus de Tóquio. Considero Uchimura uma espécie de Stephen Chow japonês.

Tem um grande talento para comédia (quem está acostumado com seu lado cômico talvez estranhe um pouco esse filme) mas tem uma queda para artes marciais, além de ser um bom actor. Vale a pena citar também a presença do carismático Naoto Takenaka como Ko Muraki, o líder do esquadrão 1211 que invade a prisão para libertar Wong Kai Ko.

Como citei anteriormente, My Lover Is a Sniper é um bom filme de acção, mas que poderia render muito mais se tivesse um final menos lento e com mais impacto.

Curiosidade : O actor que interpreta o pai de Kinako, Chosuke Ikariya, é um veterano humorista ex-líder do The Drifters, um grupo cômico muito popular entre a década de 60 e 80. Ele faleceu de cancro no esôfago em 20 de março de 2004, e My Lover Is a Sniper acabou por ser o seu derradeiro filme.

Classificação : 7/10

Takeo Maruyama

2 Comments:

Anonymous tf10 said...

Eu achei um filme medíocre. A historia até é curiosa, mas depois ganha proporções pouco plausíveis e acaba por criar várias falhas no argumento e muitos clichés. A realização é bem ao estilo "tele-filme" e nada de especial. E o actores também nao tem performances mt extraordinárias.
Um filme com um tom mt ingénuo.

6:37 da tarde  
Anonymous Karyia said...

Yep, os snipers a serem eliminados à cacetada então... foi o climax lol O argumento não era realmente dos melhores :P

10:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home