segunda-feira, agosto 28, 2006

The King And The Clown (Wang-ui namja)

Coreia do Sul, 2005, 120Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Dois palhaços, que fazem espectáculos de rua, durante a dinastia Chosun, são presos quando representam uma peça que satiriza o rei. São levados para o palácio e ameaçados de execução, a menos que consigam fazer o rei rir-se dessa mesma peça. Entretanto, o rei começa a sentir uma estranha atracção por um dos palhaços…

Crítica: King And The Clown que estreou no dia 29 de Dezembro do ano passado na Coreia do Sul, é um dos maiores sucessos de público nacional do presente ano e até agora, na minha opinião, um dos melhores filmes que vi em 2006. Trata-se de uma película que agarra o espectador do inicio ao fim e que conta um episódio da história da Coreia, nomeadamente a dinastia Chosun e que nos ajuda a compreender o passado de corrupção politica que acabou por conduzir à guerra Norte/ Sul e consequente divisão entre Coreias.

Baseado em factos reais, king and the clown centra a sua narrativa em dois amigos inseparáveis, quase como irmãos, que acabam por ir parar ao palácio do rei, onde irão permanecer como “palhaços reais”, que terão a função de divertir o rei. No entanto, a função destes dois homens vai muito para além do puro divertimento. O rei aproveita as suas peças para fins políticos ao mesmo tempo que começa a sentir um interesse especial por um dos palhaços, o que põe em causa a irmandade dos dois amigos.

Em traços gerais, é esta a intriga de King and the Clown, um filme onde está presente a homossexualidade, ainda que não assumida, pelo menos insinuada. Aliás o título original do filme tem a tradução literal de The King’s Man, o que de certa forma confirma esse conteúdo gay subjacente. O aspecto andrógeno de um dos palhaços potencia essa sugestão.

O certo é que o realizador, Lee Jun-ik, consegue um equilíbrio notável entre todas as componentes: A narrativa prende completamente o espectador do início ao fim, muito por culpa de um argumento muito bem delineado e uma realização sóbria e segura. As fotografias (como na generalidade dos filmes coreanos) è belíssima e a partitura musical adequada. A criação de época com um guarda-roupa colorido e cenários a condizer, é realista e fiel, fazendo lembrar a grandiosidade de produções como Farewell My Concubine de Chen Caige.

Mas o que eleva realmente o filme a um outro nível, são as performances dos dois actores Gam Woo-sung (Spider Forest) e Lee Joon-ki , bem como a química existente entre eles. Quando comunicam um com o outro seja nos diálogos muito bem estruturados, seja nas bem coreografadas peças de teatro de rua, com as acrobacias mirabolantes ou canções, os dois actores enchem completamente o écrân.

No fundo, King and the Clown acaba por ser um tributo à amizade e ao que os verdadeiros amigos fazem uns pelos outros. É um misto de drama histórico de época, com toques de comédia e alguma aventura. São com certeza duas horas bem passadas de puro cinema asiático de qualidade.

Classificação: 8/10

Sérgio Lopes

5 Comments:

Blogger •cяïsïиђá• said...

Adorei o blog! Já estará entre os meus favoritos. Um abraço e até.

10:04 da tarde  
Anonymous Monsenhor said...

Parece ser um puta filme...

10:42 da tarde  
Blogger cine-asia said...

Obrigado pela vossa visita e espero que passem por cá muitas vezes!

Quanto a The King and the Clown, é mesmo muito bom...

7:02 da tarde  
Anonymous meru said...

Este filme é excelentissimo, ótima produção e direção.

9:49 da tarde  
Blogger Srtª Bou said...

Onde acho o filme? ^^'
eu queria ver D:

5:39 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home