sábado, setembro 30, 2006

SPL - Sha Po Lang

Hong Kong, 2005, 93Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos


Sinopse: Simon Yam é inspetor Chan, um policia dedicado que declarou guerra contra o líder mafioso Wong Po (Sammo Hung) desde que ele ordenou o assassinato de um casal de testemunhas a caminho do julgamento, deixando uma filhinha órfã. Chan então adopta a menina, e durante 3 anos persegue impiedosamente Po, interferindo em todas as suas acções criminosas, mas sem encontrar provas para conseguir colocá-lo na prisão.

No meio disso tudo aparece o inspetor Ma (Donnie Yen), escalado para substituir Chan, que descobre ter pouco tempo de vida devido a um tumor no cérebro. Até que um dia aparece a oportunidade de Chan forjar uma prova para poder prender Po. Inicialmente, é óbvio, Ma não aprova a atitude de Chan de usar meios ilegais para prender um criminoso, mas logo ele também percebe que não há outro meio de apanhá-lo. Ao ser preso , Po ordena que o seu capanga mais mortífero, Jet (Wu Jing), mate toda a equipe de Chan.

Crítica: Muito comentado desde o seu lançamento, parece que todo mundo já tinha visionado o filme, menos eu, que só pude visioná-lo agora com o lançamento do DVD no Japão. Mais conhecido como Sha Po Lang, o assunto do momento é o nome que ele recebeu nos EUA : KILLZONE.!!! Apesar de toda a gente discordar com esse nome, aparentemente o DVD americano duplo é o mais caprichado em termos de extras, com faixa de comentários do Bey Logan, várias entrevistas e cenas cortadas.

No Japão SPL estreou nos cinemas em Março (não aqui em Nagano, infelizmente...) e recebeu o longo nome Ookamiyo Shizukani Shine, que traduzido significa “Lobo, Morra Em Silêncio”, outro nome nada a ver que mais lembra um spaghetti western. Em Junho foi lançado aqui o DVD em edição simples, com poucos extras igual à edição chinesa, mas infelizmente sem legendas em inglês. O único bônus exclusivo são umas mensagens dos actores ao público nipónico.

Deixando as informações técnicas de lado, SPL - o filme, merece cada elogio feito a ele! Geralmente quando assisto um filme com muita expectativa, acabo por me decepcionar com alguma coisa, mas felizmente, não foi o caso.Já tinham me alertado que SPL era um filme lento e com poucas (na verdade, pouquíssimas) lutas, mas graças a um argumento inteligente e envolvente o filme se sustenta muito bem.

Sammo Hung prova mais uma vez que é um actor magnífico, interpretando um vilão memorável sem cair em estereótipos. Aliás, Wong Po é um personagem ambíguo e extremamente complexo pois mesmo sendo um mafioso implacável e cruel, é ao mesmo tempo um marido e pai amoroso. Por outro lado, tanto Simon Yam quanto Donnie Yen interpretam os mesmos personagens de sempre : Simon, como o policia cool, e Donnie com aquela eterna expressão de pedra. Não quero com isso dizer que eles tenham trabalhado mal; só fica aquela sensação de dèja vu durante o filme todo. Provavelmente escolheram esses actores para os respectivos papéis pela imagem que o público já tem deles.

Wu Jing é uma agradável surpresa. No seu primeiro papel de vilão, Wu Jing é um vilão calado, violento, cruel e com habilidades impressionantes. Mérito de Donnie Yen, coordenador de lutas que soube aproveitar o background de Wu Jing em wushu para criar seqüências de acção plasticamente bonitas e brutais ao mesmo tempo.

Falando nas coreografias de Donnie Yen, eu estava muito ansioso para conferir as lutas do filme desde que Yen declarou em entrevistas durante a produção de SPL que as coreografias seguiriam o estilo de clássicos como Tiger Cage 2 e In The Line Of Duty 4, ou seja, um regresso às raízes, sem cabos e CGI. E não me decepcionei! As lutas, directas, brutais e muito realistas, foram filmadas com poucos closes. Provavelmente o realismo deve-se ao uso de técnicas de torções e imobilizações que se vê muito em torneios de vale-tudo.

O aguardadíssimo combate entre Donnie Yen e Sammo Hung também superou todas as minhas expectativas, pois achei essa luta muito melhor do que o igualmente aguardado combate entre Yen e Jackie Chan em Shanghai Knights! Sammo mostra que mesmo tendo já ultrapassado os 50 anos de idade ainda tem muito vigor pra actuar em filmes de luta, apesar de estar com dores nos joelhos durante as filmagens.

Com uma fotografia predominantemente escura, SPL tem um clima pessimista do começo ao fim e o desfecho mais inesperado (e chocante!) dos últimos tempos. Certamente é um filme que será lembrado por muuuito tempo! Ah, como é bom ver Donnie Yen num papel de destaque novamente!

Classificação : 9/10

Takeo Maruyama

4 Comments:

Anonymous Monsenhor said...

Esse é o Donnie Yen q eu gosto... Não aquele Donnie EMO q aparece em Dragon Tiger Gate... SPL é um excelente filme...

5:57 da manhã  
Anonymous Cida said...

Eu quero comprar esse filme,mas estou com dificuldade para encontrar...alguem pode me dar um help??
meu e-mail: mo.aps@tass.com.br

11:42 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

perai seu monsenhor o yen pode ate ter visual de emo no filme dragon tiger mas as tecnicas de luta no filme sao as mesmas!

6:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Isso sim é um lixo de filme!

9:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home