terça-feira, dezembro 26, 2006

APT. (9:56)

Coreia do Sul, 2006, 90Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Se-jin leva uma vida pacata e solitária em Seul até ser surpreendida por uma suicida no metro. Ela escapa ilesa, mas começa a notar algo de estranho nos apartamentos do prédio à frente: supostos suicídios que ocorrem sempre no mesmo horário...

Crítica: Quentin Tarantino pegou nas suas maiores influências e preferências para criar o surpreendente e assumidamente filme B de luxo Kill Bill. Ahn faz quase a mesma coisa com APT, mas seguindo o caminho inverso da obra do realizador americano, o resultado foi extremamente negativo, para não dizer péssimo. ‘Ingredientes’ de quase todos os filmes de terror asiáticos feitos nos últimos 10 anos, e de outros clássicos, estão presentes de alguma forma no filme, o vilão da história é uma mulher com longos cabelos negros cobrindo a face (referência clara a The Ring) e a temática ‘voyeur’ (referência a Rear Window), só para exemplificar.

O filme em si ficou muito básico, preso ao estilo ‘menina maligna cujos cabelos nunca viram uma tesoura acompanhada de barulhinhos estranhos’. Brincadeira à parte, normalmente a monocromia dos cenários ajuda a criar a tensão necessária para um terror, mas até isso falha aqui. O tal prédio que é o principal cenário deveria ser algo antigo, abandonado, meio sujo, isso já ajudaria um pouco mais. Mas isso é o de menos. Além das actuações fracas, que não empolgam em nenhum momento, a história é pouco interessante, é muito óbvia. Chega um determinado momento que, tranqüilamente, pode-se apostar uma bebida em qual o final que o filme terá, tamanha previsibilidade e falta de imaginação.

Outra coisa que irrita bastante é o modo como as cenas foram filmadas. Assim como nos filmes para adolescentes americanos (Scream é um exemplo disso) os ângulos das câmeras são muito previsíveis, do tipo “não olha para direita, não olha para direita... droga, eu sabia!”. Além de tirar a surpresa da situação, acaba tornando as coisas piores ainda, dando um ar cômico nas seqüências, como numa em que a protagonista fica uns 10 minutos dizendo a todos que vê pela frente para não acenderem as luzes em determinada hora. Além disso, alguns personagens surgem do nada, tentando dar uma explicação para certos factos, mas apenas confundem, pois não possuem nexo algum. Ficou muito irreal. De onde saiu o rapaz que morou com Yu-yeon o tempo todo? Assim, sem mais nem menos, ficou escondido o tempo todo no apartamento sem que ela percebesse. Esses factos inexplicáveis prejudicam muito o enredo.

Concluindo, o filme foi uma perda de tempo terrível, infelizmente não acompanha a qualidade da actual safra de filmes asiáticos, seja qual for o gênero. Não conheço o resto do trabalho de Byeong-ki Ahn, mas APT deve ser um dos piores. Ficou bem abaixo de suas referências, parece mais um trabalho de colagem, muito mal feita aliás. Eu não sou um fã de filmes de terror, mas são tão escancaradas a falta de criatividade e a cópia de outras obras que até o telespectador mais desatento irá notar algo de errado. Um filme descartável cujo provável rumo será o limbo das prateleiras nos video-clubes.

Classificação: 2.5/10

Marcus Vinicius

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

The Blog TRAILERS BLOG had a web poll to give your opinion about the best movie of 2006 - http://trailersblog.blogspot.com/.

O Trailers Blog tem um inquérito para tu dares opinião, o que para ti é o melhor filme do ano - http://trailersblog.blogspot.com/.

4:46 da tarde  
Blogger Miguel Patrício said...

Visitem o blog de cinema www.retroprojeccao.blogspot.com, aconselho mais criticas sobre Takeshi Kitano, Akira Kurosawa e Yasujiro Ozu

2:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sua critica foi a pior que vi... você não entende o que o filme faz e fica achando mil defeitos... "prédio sujo e velho para dar mais tensão?" meu como isso? no apt lá vivem pessoas "normais" e não porquinhos sem dinheiro...

12:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

critico de merda , assisti um filme na net e ja acha q pode dar sua opiniao inutil em alguma coisa, sua opiniao e um pedaço de bosta pra mim é a mesma coisa

12:23 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home