terça-feira, janeiro 23, 2007

Naked Weapon (Chek law dak gung)

Hong-Kong, 2002, 92Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos
Sinopse: Em todo mundo várias raparigas são sequestradas, sendo que todas elas dominam artes marciais. Elas são treinadas para serem assassinas profissionais da Madame M. Apenas três delas conseguem passar pelo treino e agora terão várias missões pela frente...

Crítica: Li na caixa do dvd que Naked Weapon era uma mistura de 'La Femme Nikita' e 'Leon, The Professional', dois grandes filmes e ambos dirigidos por Luc Besson. Pensei: por que não conferi-lo então? Que ingenuidade a minha... O filme é muito mau! É no mínimo um crime hediondo querer compará-lo com os filmes de Besson ou qualquer outro filme decente do género.


Primeiramente, as lutas são muito mal ensaiadas e coreografadas, conseguindo ser piores que as coreografias dos Power Rangers, chegando a serem cómicas. Em algumas sequências os personagens até voam, deitando ao lixo as leis da física (não imagine algo como Crouching Tiger, Hidden Dragon, muito longe disso). Os efeitos especiais são toscos, como os espirros de sangue e os cacos de vidros (nem consigo entender por que diabos eles usaram CG em espirros de sangue...).

A base foi, pelos vistos, apelar para belas mulheres em trajes curtíssimos. Não são poucas a cenas eróticas, como exemplo o banho entre as personagens de Anya e Maggie Q, que interpretam respectivamente Katherine e Charlene. Não que isso seja algo mau, mas o filme vende a ideia de acção (propaganda enganosa...). Ainda acho que, mesmo se tivessem cenas de sexo explícito e levasse uma classificação xxx, sendo assim um filme porno, continuaria bem abaixo da média, apesar da inegável beleza de alguma das actrizes. Outro facto negativo são os diálogos, muito ridículos e óbvios, sem contar o péssimo inglês dos actores.

A história, apesar de teoricamente ser muito interessante (mulheres assassinas como no já citado La Femme Nikita) não embala e/ou surpreende em nenhum minuto. O treino das jovens alonga-se demais, tomando quase metade do filme. Além do mais, é inverossímil que o agente da CIA que está no encalço das matadoras seja tão idiota, só pra que conste. No final das contas temos um amontoado de clichês e um final previsível, onde os malvados morrem e os bonzinhos ficam juntos.

Um thriller de acção-erótico que se situa entre as categorias B e C seria uma definição ideal para Naked Weapon. Belas mulheres em lutas e tiroteios dignos de filmes amadores, pois o resto é tudo péssimo: produção, coreografias, efeitos, argumento, diálogos. Típico filme que passa de madrugada na televisão. Ainda bem que a maioria está a dormir a essa hora...

Marcus Vinicius

1 Comments:

Anonymous Takeo Maruyama said...

Discordo que as lutas sejam mal coreografadas. As coreografias são ótimas, elas são é mal executadas porque nenhum dos atores são praticantes de artes marciais. Bem, li em alguns sites que Daniel Wu é especialista em wushu, mas por algum motivo eu não acredito nisso. E tem também a veteraníssima Cheng Pei Pei, que infelizmente não luta nenhuma vez no filme.

O Marcus esqueceu de comentar que Naked Weapon é um remake do clássico dos anos 90 Naked Killer, de Clarence Fok. O original é bem melhor...

1:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home