quarta-feira, abril 25, 2007

Zebraman

Japão, 2004, 115Min.

Página Oficial - Trailer - Fotos

Sinopse: Um pacato professor primário (vivido pelo ator Sho Aikawa) vive uma rotina cansativa e repleta de problemas familiares, sendo obcecado por um herói de sua infância chamado Zebraman, cuja série de TV fora cancelada há vários anos sem explicação. Então, para fugir dos seus problemas e lutar pela justiça ( ! ), ele resolve se fantasiar de Zebraman e sair em busca de missões a cumprir. Mas a situação fica mais bizarra ainda quando surgem supervilões alienígenas para dominar a Terra...

Crítica: Talvez um dos temas que Takashi Miike mais gosta de abordar, fora a temática Yakuza, seja mostrar as famílias japonesas com todos os seus desequilíbrios e tormentos, tornado-os assim atractivos no grande écrân. Foi assim no pesado VISITOR Q e também na comédia musical HAPPINESS OF THE KATAKURIS. Em ZEBRAMAN o foco recai novamente sobre uma família problemática e decadente moralmente.

O pai (Sho Aikawa - excelente, diga-se de passagem) é o professor Ichikawa, impopular e visto como um idiota pelos seus alunos e colegas. Seu filho, Kuzuki estuda na mesma escola, segue o mesmo rumo e é constantemente alvo das brincadeiras dos seus colegas. A sua filha Midori ganha uns trocados como menina de programa e a sua esposa trai-o e não lhe dá qualquer atenção.

Ele só esquece a sua frustração como profissional e chefe de família quando fica operando a máquina de costura e confeccionando o uniforme de seu herói de infância, Zebraman, uma obscura série de TV sobre monstros e heróis mascarados que teve apenas 13 episódios. A vida do professor muda radicalmente quando conhece Shinpei, um aluno paraplégico que, como ele, idolatra Zebraman e acredita que um dia ele vai voltar.

Uma noite Ichikawa quer mostrar o uniforme para Shinpei e sai às ruas vestido como o herói. Mas o que ele não esparava é que a sua fantasia tomasse vida e ele assumisse desde então a figura de Zebraman, combatendo os vilões e, principalmente, os seus problemas particulares.

Shinpei é um garoto que testemunhou o suicídio de seu pai e vê na figura de Ichikawa um substituto. Pelo lado do professor também existe essa reciprocidade. Shinpei e a sua carinhosa mãe opõe-se diretamente na figura decadente da sua família na realidade, e assim, esta metáfora é trasportada para a realiadade de cada um através dos super-heróis. ZEBRAMAN é mais que uma paródia ou um filme de comédia.

O filme recai novamente na temática levantada por BATTLE ROYALE e SUICIDE CIRCLE, onde os adultos se vêem diante de situações inusitadas e ficam sem saber o que fazer. Ichikawa é o típico adulto que se vê no meio de um mundo soiltário, onde todos os demais simplesmente o ignoram e que um pouco de carinho e de atenção são os melhores remédios para curar tal situação. Ichikawa descobre então que é mais fácil combater os vilões do que os problemas familiares, e que a realidade é cruel, mas que a solução está mais perto do que imagina.

Talvez Miike queira dizer a todos que o pai, não importa como ele seja, ainda é o herói e o alicerce da família e que luta diariamente para fazer o melhor para a sua família. Miike dessa vez é mais soft em oferecer em menor escala, as imagens perturbadoras ou chocantes já tradicionais dos seus filmes.

Afinal, como ele próprio disse, é um filme para todas as idades. Por isso mesmo o filme não traz grandes novidades, a não ser apenas um filme paródia dos seriados japoneses sobre monstros e heróis mascarados. Vale a penao visionamento da versão mais light de Takashi Miike.

Ric Bakemon

2 Comments:

Blogger wasted blues said...

Isto parece-me demasiado kitsch...

3:52 da manhã  
Blogger cine-asia said...

weird...

11:31 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home